Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

26.09.19

Somos parvos?


Luís Alves de Fraga

 

Estou farto de Tancos!

A intoxicação feita pelos meios de comunicação social, orquestrados pelo Ministério Público, por sua vez orquestrado não sei bem por quem, só aponta para um "crime": a "encenação" da recuperação do armamento ROUBADO.

 

É aqui que bate o ponto!

Crime foi recuperar o armamento! Depois bastou colocar-lhe a palavra "encenação" e, temos logo de seguida, um "criminoso": a polícia judiciária militar!

 

Ou querem fazer de mim e de todos os portugueses uns tolos ou estão todos bêbados e o olham as coisas com um olho vesgo!

 

Então, CRIME não foi roubar as armas? E, em face da quantidade, não há que descobrir quem colaborou no roubo? E, porque um roubo desta natureza não é o mesmo que assaltar a caixa de multibanco, não há que saber QUEM MANDOU assaltar o paiol das armas? Não há que descobrir por que é que foi tão bem escolhida a data para o roubo? Não interessa saber por que é esta data de agora - campanha eleitoral - a escolhida para trazer de novo à baila este assunto, de modo a ficar em xeque o Governo?

 

Senhores jornalistas, não me lixem, se fazem favor! Senhores magistrados do Ministério Público, será que V. Exas. são todos anjinhos ou querem fazer de nós todos uma cambada de lorpas?

Palavra de honra, estou farto de viver num país assim!

1 comentário

Comentar post