Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

11.12.16

O Segredo


Luís Alves de Fraga

 

Todas as famílias têm os seus segredos. Segredos que só os “iniciados” podem partilhar e discutir entre si. E os “iniciados” são, geralmente, os adultos, os que viveram os acontecimentos e quem garante que o segredo continua a ser segredo.

Ora, para que um segredo possa continuar a ser segredo, é preciso que haja absoluta certeza de que as conversas sobre o segredo ficam secretas e restritas ao grupo que tem liberdade para falar dele.

É essa restrição, que dá a liberdade para se poder discutir em família o segredo da família, ouvindo todas as opiniões sobre o assunto sem qualquer limitação, porque se sabe que o segredo, e o que se pensa sobre ele, não é divulgado fora daquele círculo familiar.

Querem ver que as famílias são, afinal, todas elas, sem excepção, sociedades secretas? Querem ver que temos “maçonarias” em vez de famílias normais? Querem ver que todos aqueles que se recusam a aceitar as sociedades ditas secretas as cultivam no seio da família?

Isto dá que pensar, não dá?