Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

27.03.17

O Papel do Estado


Luís Alves de Fraga

O Estado teve, ao longo de séculos, e tem ainda no presente e, prevejo, continuará a ter, no futuro, um papel: impor-se na ordem interna e externa de modo a garantir e alcançar maior grandeza e respeitabilidade.
No passado, o Estado confundiu-se com a figura do Príncipe e, no presente, confunde-se com a do Povo, por isso, acrescentou ao seu tradicional papel um outro: a defesa do bem-estar social.
Foi em nome da grandeza do Estado que se travaram guerras e se sacrificaram amigos e inimigos. É em nome do bem-estar do Povo que se continua a fazer toda a casta de atropelos, na ordem externa, e, também, na ordem interna.
Quem não compreender isto nunca compreenderá a Política dos Estados.