Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

11.03.17

Foi em 1975...


Luís Alves de Fraga

Felizmente houve um golpe nesse 11 de Março. Felizmente, porque assim foi possível nacionalizar a banca e evitar que, pela via económica, se fizesse o contra-golpe.
A nacionalização da banca era necessária em 1975, tal como foi necessário em 1383-1385 confiscar os bens da nobreza que se bandeou com Castela, em 1834 nacionalizar os bens imóveis da Igreja Católica, acabar com os morgadios, expulsar as ordens religiosas e em 1910 voltar a nacionalizar os bens da Igreja. É que só matando a força da reacção se consegue alterar um rumo político... e a revolução liberal de 1820 não vingou por falta de aplicação do remédio.


A liberdade e a democracia existem hoje em Portugal, porque o, então, general Spínola deu uma ajuda, proporcionando o motivo para o abate dos outros conspiradores dos quais o velho militar era, afinal, tão-só o testa-de-ferro. As gerações de hoje devem-lhe esse empurrão.