Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

A ONU ou o "abcesso de fixação"

 

Permitam-me, para os que não sabem, definir “abcesso de fixação”: “abcesso provocado com uma injecção de substâncias irritantes com a intenção de tratar processos infecciosos.” No passado, usava-se este sistema “curativo” para gerar uma infecção que iria, supunha-se, aliviar uma outra infecção generalizada. O termo ficou e utiliza-se, agora, bastante na política, em especial, política internacional.

 

A ONU, tal como a pretérita Sociedade da Nações (SDN), foi criada à sombra da ideia do “abcesso de fixação”, porque, polarizando as discussões internacionais na sua sede, resolviam-se os conflitos no resto do mundo, evitando a guerra generalizada. Isto foi verdade até à implosão da URSS, porque as forças decisoras eram bipolares. Com o desaparecimento do “bloco de Leste” houve uma multi-polarização dos poderes decisores a nível global. A ONU foi ultrapassada, embora, algumas das suas agências sejam indispensáveis dada a especialização a que chegaram. Mas o Conselho de Segurança, esse, está completamente fora do tempo actual. E, para provar a minha afirmação, basta pensar que dois dos “grandes” – Reino Unido e França – estiveram (estão ainda) dentro de uma outra realidade política chamada União Europeia (em que ficamos? Falam por si ou pela UE?).

 

Então, a ONU já não é mais o “abcesso de fixação”, porque se limita a servir de espaço de “diálogo de corredor” para alguns dos desentendimentos entre Estados… mas não todos! A prova provada disto mesmo é a recente decisão de mudança da embaixada dos EUA para Israel acompanhada das de Estados sul-americanos. Se a ONU e o Secretário-Geral tivessem força nada disto acontecia, pois ter-se-iam movido os diplomatas acreditados na instituição para evitar o acender de um fogo, que pode conduzir a uma guerra localizada, mas de consequências generalizadas.

 

O mundo está diferente desde 1945-48 até hoje. A queda do muro de Berlim, mais do que a passagem de século e de milénio, definiu um outro modo de vida, quase de certeza, pior do que o anterior. A bipolarização era um factor de paz global, ainda que permitisse confrontos regionais de pequena grandeza, funcionando, eles também, como “abcessos de fixação”. O mundo actual é instável a todos os momentos.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D