Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fio de Prumo

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

Aqui fala-se de militares, de Pátria, de Serviço Nacional, de abnegação e sacrifício. Fala-se, também, de política, porque o Homem é um ser político por ser social e superior. Fala-se de dignidade, de correcção, de Força, de Beleza e Sabedoria

Dez anos

Passam amanhã, dia 30, dez anos sobre o aparecimento deste blogue.

Não vou tecer grandes comentários. Limito-me a assinalar a data e a recordar que, criado primeiro com uma vocação quase exclusiva para nele tratar de assuntos militares, foi, com o rodar do tempo, abandonando-a e orientou-se para questões políticas gerais.

Valeu-me um dissabor com o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea há uns anos, mas não foi isso que directamente determinou a ligeira inflexão de rumo temático. Claro, não deixarei de referir que esse dissabor me levou a um distanciamento maior das questões castrenses... Afinal, sou um coronel reformado da Força Aérea com obra publicada no domínio da História, com todos os graus académicos possíveis de obter, a quem esse ramo das Forças Armadas nunca solicitou uma simples e mera conferência, de há dez anos a esta parte, para ser ouvida por alunos dos estabelecimentos de formação militar mais destacados! Já faço parte dos "descartáveis", por ter caído no esquecimento. Todavia, continuo a ser docente universitário e a ser convidado para conferências, palestras e outras reuniões académicas e científicas por estabelecimentos ou organismos do Exército ou do ensino superior.

Quando ainda estava na efectividade de serviço, um comandante da Academia da Força Aérea mandou que se colocasse em padrão visível, junto à Porta de Armas, uma placa com a frase lapidar, que a Armada adoptou para uso na roda do leme dos seus navios: «A Pátria honrai porque a Pátria vos contempla». Posso dizer que a Pátria, pelos olhos da Força Aérea, não está a contemplar-me! Paciência.

Como cidadão vou continuar, até que as forças e condições físicas mo permitam, a minha actividade docente universitária e a minha intervenção política empenhada na continuidade de um Portugal democrático onde não se privilegiem os poderosos e se negligenciem os fracos.

Será que de hoje a dez anos ainda poderei deixar aqui algumas palavras de esperança no futuro? Se tal não for possível, espero que se não tornem perecíveis as ideias que neste blogue fui deixando.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D