Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fio de Prumo



Sábado, 26.11.16

Fidel Castro

 

Morreu o homem que ousou desafiar os EUA mesmo geograficamente pegado ao território da grande potência. Morreu o líder de uma revolução que empolgou os rapazes da minha juventude. Morreu o homem que abandonou a farda da revolução para passar a vestir um fato de treino.
Morreu, e não sei o que dizer mais, neste momento. Só sei que morreu alguém que marcou, pelo menos, uma geração com sonhos de criar uma sociedade justa. Não a criou, mas gerou um país onde a cultura chegou onde nunca chegaria, se se mantivesse no caminho anterior.
Morreu um homem com defeitos e virtudes, que influenciaram opiniões acerca dele. Morreu e desejo que fique em paz.
Um dia, com mais calma, voltarei a falar de Fidel Castro.
Hasta siempre, Comandante!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Luís Alves de Fraga às 12:05



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930