Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fio de Prumo



Quarta-feira, 30.08.06

O primeiro aniversário

 

Passa hoje exactamente um ano que fiz aparecer no mundo cibernáutico o «Fio de Prumo».

Sem falsas modéstias, estou satisfeito com o resultado destes 365 dias decorridos. A minha satisfação não me vem dos factos denunciados — a maior parte das vezes, verdadeiros atentados aos militares, outras aos cidadãos portugueses em geral e, algumas, à humanidade em geral — mas da audiência e recepção que tiveram os apontamentos que fui lançando para o ar. Muitas foram as palavras de incentivo que recebi nos comentários deixados no blog ou mesmo pessoalmente. É provável que a amizade e simpatia tenham ditado muitas dessas manifestações. Contudo, fosse como fosse, foram um motivo para, em cada semana, procurar ir deixando mais uma crónica no «Fio de Prumo».

Só à guisa de mera recordatória gostaria de deixar dito que, neste ano, escrevi, para aqui figurarem, cento e dois apontamentos que mereceram trezentos e trinta e dois comentários. O número de visitas ao blog ultrapassa em muito aquele que está indicado no contador, porque este só começou a contagem em Março e, pelos valores de então até ao presente, a média de visitas mensais ao «Fio de Prumo» foi de 1.501. Digamos que estes algarismos me impõem respeito e responsabilidades, pelo menos, morais.

O instrumento que ajuda os pedreiros a verificar a verticalidade das paredes e colunas que constroem, tem sido o mesmo ao qual, em consciência, deito mão para medir os juízos que faço do comportamento de quem tem responsabilidade de governar e zelar pelo interesse da colectividade e não só de alguns.

Continuarei, no ano que agora se inicia, a olhar com olhos críticos a sociedade e os responsáveis. Não pelo prazer de «estar no contra», mas pela necessidade de, criticando, poder ajudar os meus leitores a olhar sob outros ângulos assuntos que, muitas vezes, são iludidos por quem devia usar de lisura e correcção para connosco.

Tenho de agradecer a todos quantos tiveram paciência para desbravar as explanações que fui deixando nas páginas virtuais deste quase diário pessoal.

Prometo que, dentro das limitações do tempo e da disponibilidade mental, continuarei como até aqui. De hoje a um ano farei novo balanço, se for caso de isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Luís Alves de Fraga às 18:01


6 comentários

De António José Trancoso a 30.08.2006 às 22:47

Meu Caro Fraga:
O teu "Fio de Prumo" constitui uma belíssima homenagem à Liberdade que Abril restituiu a quem faz por a merecer, e, simultaneamente , o chicote moral necessário para zurzir os mentirosos, oportunistas sem vergonha, que se apropriaram, em proveito próprio, das generosas expectativas de dignificação de um Povo. Bem Hajas.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2006

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031