Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fio de Prumo



Terça-feira, 01.11.05

O exemplo vem de cima...

despacho22237.jpg

Não vale a pena tentar explicar o que se vê à vista desarmada.

Com o meu pedido de desculpas aos militares que auferem menos mensalmente, posso informar que um coronel, com todos os escalões e quarenta anos de serviço, vence ilíquido € 3 443.85.


Está tudo dito quanto à moralidade deste Governo que manda fazer congelamentos de carreira, retirar apoios sociais e de saúde aos militares e suas famílias. Vem a propósito glosar um anúncio publicitário de há muitos anos: Palavras para quê! É um artista português!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Luís Alves de Fraga às 23:49


5 comentários

De Anónimo a 05.11.2005 às 20:16

O problema deste país é que actos deste são frequentes.
É em analogia com o acto da pastorícia. Estas atitudes são em todo semelhantes com a actuação das cabras num pasto.
Senão vejamos: um pastor tem dois rebanhos, um de 500 ovelhas e outro de 100 cabras. O rebanho de ovelhas vai se alimentando de certo pasto permitindo que o mesmo se renove e assim mantêm a seu sustento.
Enquanto o rebanho de cabras em pouco tempo depaupera o espaço a elas destinado, passando de seguida ao pasto das ovelhas (que laboriosamente havia sido mantido em condições óptimas) destruído-o.
Este é o comportamento dos políticos na causa pública. Mas em parte é culpa dos militares que como garante do estado português não souberam nem quiseram ter intervenção politica e travar a tempo esta classe de privilegiados. As cabras nesta situação são os políticos e as ovelhas os militares. O pastor pode ser o povo.
E assim vai este mundo que nos rodeia. Caro camarada.
http://ecurioso.blogs.sapo.pt/
(http://ecurioso.blogs.sapo.pt/)
(mailto:jocaco@mail.pt)

De Anónimo a 02.11.2005 às 18:49

Então a pala do boné não impede os militares de olharem para cima? Sendo assim, o exemplo vindo de lá, não surte efeito... Ou seja, o ditado castrense não passa de uma falácia. Pois é, meu caro amigo, muita da contestação que hoje anda pelas ruas deve-se à evidente falta de moral dos governantes. Pedir sacrifícios sem equidade dá mau resultado.deprofundis
(http://deprofundis.blogs.sapo.pt/)
(mailto:fcmvouga@sapo.pt)

De Anónimo a 02.11.2005 às 07:42

NA TENTATIVA DE RECONSTRUIR O ERRO POR MIM COMETIDO, AQUI FICA A RECUPERAÇÃO DO TEXTO QUE TINHA APAGADO. AS MINHAS DESCULPAS.
Não custa mesmo nada, é como tirar um chupa a um bebé...
Então a querida estava desempregada...
Perderam a vergonha toda, se calhar pensam que os Portugueses não têm acesso a estas touradas.
Se no inicio de carreira o ordenadom já é este, imagine-se daqui a uns anos... Ah, pois! Daqui a uns anos este ministro e este governo já estão no gelo, por isso é amanhar-se agora enquanto é tempo...
MádaFaca
</a>
(mailto:luismfraga41@hotmail.com)

De Anónimo a 02.11.2005 às 07:34

Para prestar assessoria nos conteúdos da página... Grande página deve ter o ministério da justiça, vou já visitar. Claro que, como é só para prestar assessoria nos conteúdos, outra entidade existirá que introduz os mesmos e faz a manutenção da página.
Deve ser caríssimo ter uma página na internet!
Camoesas
</a>
(mailto:camoesas@yahoo.com)

De Anónimo a 02.11.2005 às 07:29

Peço imensa desculpa a dois simpáticos leitores que haviam deixado os seus comentários (um deles o activíssimo Camoesas), mas ao tentar refazer a «postagem», apaguei o artigo e as vossas sempre bem-vindas intervenções. Coisas que ocorrem a quem anda a dar os primeiros passos no mundo da blogsfera!
Os meus melhores cumprimentos para todos.Luís Alves de Fraga
(http://Fio de Prumo)
(mailto:luismfraga41@hotmail.com)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930